terça-feira, 2 de agosto de 2011

♥→ Em Silêncio



Nada melhor que o silêncio para amenizar as verdades que meus olhos nem sempre querem enxergar

Nada melhor que o silêncio que ameniza minhas dores, que confortam os meus sonhos que podem não florescerem dentro de um abandono, porque sou feita de delírios, música, confetes e hormônios, pierrôs, colombinas que em minha utopia  esbaldam  todas as suas danças até o amanhecer

Nada melhor que as palavras não ditas, as malditas, benditas, as insanas , promíscuas, aflitas, solícitas, difundas de dentro da alma que expressam a minha delicadeza, envolta a aspereza de momentos incompreendidos por uma mente confusa, pensante, errante, relevante e andante.

Nada melhor que o silêncio que invade meus pensamentos, que traz a mim o sono, que conforta a falta , ciúme que inalo e machuca, que me trará a presença, um novo dia, doce, mel, sossegada... 


Viciante toda minha existência  dentro do teu amor... Impossível esquecer.



PS: Se sinto doer é porque te amo demais.




Thatiana Vaz












P.S.: Sinto sua falta amor. Em agosto, sentirei ainda mais.

Lídia Martins

Um comentário:

Lonne disse...

"O pior silêncio é aquele que tem o poder de nos falar grandes verdades que não queremos escutar... A saudades dói."

Lonne Goerk