quarta-feira, 8 de junho de 2011

♥→ Daqui de longe


É que fico aqui ao longe, pensando em nossas noites, em nossos risos tão constantes, em nossos medos, em nossas dores. 


É que fico aqui de longe lembrando dos teus beijos, dos afagos e desejos, dos teus olhos e tracejos , desse teu humor, do teu jeito tão sedutor


É que daqui de longe você me parece tão perto, tão de perto, tão belo, retina com retina, tão meu, o que tanto quero e quase posso te tocar.


Porque vem lá de longe uma vontade danada, daquelas bem retadas, totalmente abusadas, de tocar na tua alma, na tua carne, de ler em tuas palavras tantas vezes  ousadas e por mim defloradas em teus versos de amor. 


De ouvir na tua voz acalmada, nem que seja de longe, bem de longe, nem que seja bem ao longe, por breves instantes, por um momento emfim, um daqueles nossos segundos que se tornam eternidade, que se fazem tão imensos dentro de mim.




Thatiana Vaz

4 comentários:

@Francisquices disse...

Quando a gente quer a distancia é um dos menores problemas que existe... Existem outras possibilidades de encontros... Pensar no outro, sentir o cheiro, sentir o calor do corpo como se tivesse pertinho... Desses eu sei, a distancia não é problema.

Guilherme disse...

Amor é veneno; mas também é remédio. É dor, mas também é cura. Depende da dose, depende do vício. Depende de quem

Andréa Llago Fotografia disse...

Como dizia Clarice, saudades é um dos sentimentos mais urgentes que existem!!!
Amo o que escreves, parabéns!!!
Beijos,
Andréa Llago
www.andreallago.com.br
@AndreaLlago

Fé Fraga disse...

E uma linha tênue que é dificil caminhar por ela. Mas não impossível.
Beijo,
Fernanda Fraga.
http://mefaltaumpedacoteu.blogspot.com